Inteiro

julho 8, 2009

Eu não quero que você me ame
não assim
Eu não quero que você me chame
não assim

Como quem queima a ponta de um cigarro aceso
escondido
Ou um copo de absinto
assim, de uma vez, inteiro.

Pega fogo;
Meus olhos brilham num tom tão mágico
Seus olhos tão perto, longe
e um sorriso no canto da boca;
Zombas de mim

Sua voz de criança
sussura besteiras
Nu, seu corpo de mulher
capaz de realizá-las;
Zombas de mim

Zombas de mim
Como quem queima a ponta de um cigarro aceso
ou uma lata de refrigerante
Assim, lentamente, devagar.

Assim, como quem sente a ponta de um cigarro aceso no braço
capaz de queimar um instante
e no outro sumir
assim, lentamente, inteiro.

Como que sua língua
vai e vem na minha
e afasta;
seus olhos claros nos meus escuros
assim, de uma vez, devagar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: